El Spa

Just another WordPress.com weblog

ARTIGO SEMANAL – “25 Ideias para emagracer começando pela cabeça…”

1 Ame-se. Esse é o primeiro item para viver em harmonia com sua silhueta. Portanto, cuide mais de si e invista na saúde e na beleza.

2 Tenha metas possíveis. Não fique tentando alcançar as formas que dificilmente poderá ter. Atente aos limites da sua natureza, levando em conta o factor hereditariedade. Por exemplo, se você tem pais “gordos”, pode ser que não consiga ser uma magra esquelética.

3 Aprenda a admirar-se. Olhe-se mais no espelho de corpo inteiro e corrija sua postura. Nada de andar curvada, com os ombros caídos e a barriga descontraida.

4 Cabeça fresca. stress emocional dificulta a perda de peso, mesmo com a baixa ingestão calórica. O nervosismo libera cortisol (substância como a cortisona), cuja acção é de engordar . Ficar com a cabeça “fria” é o primeiro passo para emagrecer.

5 Muita calma na hora da refeição. Durante as refeições, mastigue devagar para não prejudicar a digestão e se sentir saciada logo. Comer à pressa, às vezes, significa comer mais, o que facilita o aumento de peso.

6 Não passe fome. Longos períodos sem alimentar-se fazem com que o organismo entenda que é preciso se prevenir guardando um algo na próxima refeição. Ele vai reter o máximo possível (em gordura) e gastar o mínimo. Assim, ensina o seu corpo a ser económico — e isso não é nada interessante para quem quer emagrecer.

7 Coma aos poucos. Procure fazer seis pequenas refeições ao dia: pequeno-almoço, meio da manhã, almoço, lanche, jantar e ceia. Quem corta o jantar, por exemplo, fica mais susceptível a comer doces durante a noite ou de madrugada. Manter o estômago ocupado com porções de baixas calorias é a saída para acelerar o metabolismo e evitar guloseimas fora de hora.

8 Conserve o manequim. Procure não comprar roupas quando estiver acima de sua faixa ideal de peso. E compre uma peça nova sempre que atingir uma meta. Isso serve de estímulo para continuar firme e forte no seu objectivo.

9 Evite bebidas gasosas. O problema dos refrigerantes, inclusive da versão diet, está no gás contido no líquido. Ele retarda a sensação de saciedade e distende a parede gástrica, aumentando assim a capacidade do estômago de receber comida. Resultado: maior ingestão de alimentos e, consequentemente, mais volume no abdómen.

10 Fruta nisso. Coma pelo menos três peças de fruta por dia. Elas driblam a fome entre as principais refeições. Mas lembre-se de que também engordam, porque contêm açúcar e calorias. Portanto, não pense que ao restringir sua dieta ou consumir sem parcimónia este tipo de alimento você estará livre de ganhar quilos extras.

11 Mexa-se. Há um provérbio oriental que diz: “Em água corrente não pára mosquito”. Daí deduzimos que devemos exercitar (dançar, correr, pular, caminhar…) para mobilizar sangue, músculos e articulações; beber água (pelo menos 2 litros por dia) para eliminar toxinas do organismo; e comer fibras para que o intestino funcione correctamente.

12 Adeus, carne vermelha! Quando se fala em dieta, o primeiro alimento a ser cortado do cardápio é o açúcar. Ok, com 4 calorias, grama, ele é um grande vilão. Mas o foco das atenções também deve ser voltado para um outro item, pra lá de engordando: a gordura. Além de ser bastante prejudicial à saúde do organismo (causa colesterol), a grama tem 5 calorias a mais que o açúcar. Isso significa que não adianta esquecer só as sobremesas. Evite, a qualquer custo, carnes gordas e frituras.

13 Não seja tão crítica. Preocupar-se com a aparência é saudável. Sentir-se bela faz bem à auto-estima. Mas, em excesso, a preocupação com a imagem é indício de distúrbio psicológico. Moderação é a palavra de ordem.

14 Olho vivo na balança. Acostume-se a se pesar semanalmente. O peso é o referencial matemático do que observa no espelho. Caso tenha engordado 2 kg, trate de se livrar deles nos próximos dias.

15 Siga em frente. Quando transgredir a sua dieta algum dia, não pense que todo seu esforço foi por água abaixo. Se comer a mais numa refeição, compense ingerindo menos na próxima. Quer dizer, se consumir além da conta no jantar, passe a manhã do dia seguinte apenas à base de frutas.

16 Prefira iogurte. Substitua o leite de vaca pelo iogurte, natural ou light ­ dependendo da sua dieta. Ele é mais facilmente digerido, regula a flora intestinal (essencial para o bom funcionamento do intestino) e melhora o sistema imunológico.

17 Mãos à obra. Pratique uma actividade física pelo menos três vezes por semana. Mas atenção: isso não quer dizer poder comer mais. As calorias queimadas em uma hora de exercícios, por mais extenuantes que sejam, são facilmente repostas à primeira ingestão alimentar. Além de deixar o corpo durinho, o exercício também liberta no cérebro substâncias relacionadas ao bem-estar, o que leva a um modelo mais regrado de vida e até ao estímulo de seguir dietas.

18 Espante os fantasmas. Faça uma reflexão para identificar suas “gorduras mentais”, isto é, suas ideias deturpadas, para então “secá-las” com a ginástica da autocrítica. Esqueça a ideia de que toda a mulher, para ser bela, precisa ter as medidas das top models. Fazer as pazes com sua imagem depende do seu senso de realidade, quer dizer, da capacidade crítica de reconhecer seus próprios limites.

19 Não “vingue” na comida. A compulsão por alimentos é um distúrbio cuja causa pode ser de natureza psicológica. É comum compensarmos carências pessoais e perdas afectivas com a ingestão desmedida. Comer demais pode ser apenas uma forma de preencher um vazio emocional.

20 Procure ajuda. Não queira ser uma mulher de sonho: a compulsão alimentar é um comportamento que foge ao nosso controle. Todos temos “pontos cegos” na psique, ou seja, dificuldade de perceber, por nossa própria conta, o que nos leva ao problema. A compulsão pode ser consequência de fraquezas e ansiedades, no entanto, somente um psicólogo é capaz de dar o diagnóstico certo e ajudá-la a se conhecer melhor.

21 Engane o estômago. Inicie o almoço ou o jantar com sopa ou salada de hortaliças para aumentar a sensação de saciedade antes das principais refeições que, em geral, são as mais calóricas.

22 Adapte a dieta. Em vez de devorar pratos com molhos gordurosos, como o quatro queijos (além de calóricos, fermentam o estômago e aumentam o abdómen), invista numa opção light.

23 Hora da diversão. Não abra mão de ter uma refeição livre na semana. Quando sair para comer fora, delicie-se com o couvert ou escolha sua bebida preferida. Mas faça tudo com moderação. Dieta é para sempre, mas não pode se tornar uma obrigação chata e penosa.

24 Cuidado com os verdes. Legumes e verduras são essenciais a uma dieta equilibrada. Porém, a ideia de comê-los à vontade é completamente equivocada. Alguns alimentos verdes, são revestidos de uma camada de celulose que, ao ser cozida, torna-se calórica.

25 Longe de fritos. Se for inevitável, acompanhe o prato só com salada e hortaliças. A fritura, além de fonte de gordura saturada prejudicial ao coração, é rica em calorias — 9 por grama. Mais: dá um sabor especial aos alimentos e você corre o risco de acabar consumindo em exagero.

A equipa do El Spa

No comments yet»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: